BUILDBOT Blog

Drones no samba encantam carnaval Carioca

Drone-Aguia-Portela

Uma das escolas de samba mais tradicionais do Brasil, a recordista em títulos cariocas, Portela, usou a tecnologia para inovar no carnaval de 2015. Com a ajuda de robôs e diversos modelos de drones, a escola mostrou que tecnologia e carnaval também combinam.

 

Logo no início do desfile foram lançados pequenos drones em forma de águia, símbolo da escola, em direção à arquibancada. Este foi o primeiro presente que ajudou a empolgar o público. Os sortudos que conseguiram pegar as mini águias poderão comparecer na quadra da escola e retirar seu controle remoto para comandar esta moderna lembrança do carnaval.

Continue lendo

Restaurantes da Singapura contam com drones garçons

Dronge Garçon

Restaurantes e bares hightechs de Singapura vêm fazendo testes de integração tecnológica nos serviços prestados aos clientes. O que inicialmente começou com o uso de tablets para realização de pedidos, hoje evoluiu para o atendimento prestado por Drones garçons que servem pedidos e retiram louças e sobras das mesas.

Estes objetos voadores não tripuladoss vêm auxiliando remotamente a gestão de bares e restaurantes e agiliza a entrega de muitos pedidos, eliminandoando a ansiedade do cliente e ganhando na qualidade e estabilidade do atendimento.

Continue lendo

Robô bombeiro será usado pela Marinha dos EUA

Robô Saffir

Engenheiros da Marinha norte-americana desenvolveram, em parceria com a Virginia Tech, o humanoide Saffir, um robô que ajudará no combate a incêndios dentro das embarcações, ajudando a livrar marinheiros de situações de alto risco.

Continue lendo

Drones e robôs também se destacam na Campus Party 2015

Campus Party 2015, robôs, drones

Um dos eventos mais esperados do ano por fãs de tecnologia e geeks, a Campus Party 2015 está a pleno vapor e repleta de eventos acontecendo simultaneamente. Embora muitos campuseiros tenham pago entradas e possuam acesso a palestras e conteúdos exclusivos, quem não conseguiu uma destas vagas privilegiadas também pode aproveitar muitas novidades do evento.

 

Para amantes de robótica, não faltam novidades ligadas a drones e robôs. Uma das mais excitantes atrações, a Ultimate Robot Combat (URC), influencia no ânimo dos visitantes interessados em assistir os duelos entre robôs.

Continue lendo

Drones invadem a casa branca

drone-casa-branca

Durante a madrugada desta segunda-feira, por volta das 3:08h no fuso horário norte-americano, às 6:08h, horário de Brasília, foi identificado um drone pelo Serviço Secreto dos Estados Unidos.

 

O equipamento sobrevoava a Casa Branca, a residência do presidente Barak Obama, a baixa altitude e foi imediatamente considerado uma grave ameaça e mais uma falha na segurança de um dos principais centros de comando norte-americano.

  Continue lendo

O novo UAV de entrega da Google

google-project-wing-1409321227707A Google tem se mostrado obsecada por robôs desde o projeto do carro de auto-condução, nesse embalo acaba de lançar o projeto ASA que envolve drones de entrega.

Ao contrário de projetos que utilizam quadricopteros (rotores verticais), uma opção questionável para UAV de entrega, a Google optou por um projeto que voa como um avião mas decola na vertical, aumentando a velocidade e expandindo o alcance.

Continue lendo

Pontes monitoradas por drones

Bridge Drones Blog-1408716644317Professores da Universidade de Tufts estão construindo um sistema que combina sensores de vibração e quadricopteros para manter o controle sobre a saúde estrutural de pontes.

O professor Moaveni e seus alunos fixaram 10 conjuntos de acelerômetros e sensores térmicos na passarela Dowling no campus Tufts, em Medford, Massachusetts. Os pequenos sensores tem capacidade de 5 minutos de coleta de dados e a cada hora enviam os dados para um servidor alojado em uma caixa perto da ponte que são analisados para encontrar mudanças no padrão de vibração e identificar mudanças que podem sugetir danos.

Para melhorar a eficiência a solução encontrada com Moaveni e Usman Kran (engenharia elétrica e computação de Tufts), foi a a utilização de drones para baixar informações dos sensores encontrados nas pontes. Em vez de enviar para um servidor central, os sensores poderiam armazenar dados localmente em etiquetas RFID. Um pequeno grupo de drones operarando sob a ponte, voando perto o suficiênte para copiar os dados dos sensores. Os drones, então, retornam a uma estação de carregamento nas proximidades ou base móvel, compartilhando os novos dados com um servidor.

Continue lendo